Logo HVAC-R
Logo Abrava
Logo Apex Brasil
São Paulo, Brasil -
Português   |   Inglês   |   Espanhol
Página Inicial > Notícias

Exportações crescem 28% na quarta semana de fevereiro; susperávit mensal chega a US$ 3,6 bi

26/02/2019
Na quarta semana de fevereiro, a balança comercial brasileira teve superávit de US$ 2,010 bilhões, resultado de exportações no valor de US$ 5,069 bilhões e importações de US$ 3,059 bilhões. No mês, as exportações são de US$ 13,785 bilhões e as importações, de US$ 10,194 bilhões, com saldo positivo de US$ 3,591 bilhões. No ano, as vendas externas totalizam US$ 32,364 bilhões e as compras do exterior, US$ 26,580 bilhões, com saldo positivo de US$ 5,784 bilhões.

A média das exportações da quarta semana (US$ 1,013 bilhão) ficou 28% acima da média registrada até a terceira semana (US$ 792,4 milhões), em consequência do aumento nas exportações das três categorias de produtos: manufaturados (32,4%, em razão, principalmente, de aviões, gasolina, motores e turbinas para aviação, máquinas e aparelhos para terraplanagem, produtos laminados planos de ferro/aço), básicos (25,2%, por conta de soja em grão, petróleo em bruto, minério de cobre, minério de manganês, bovinos vivos) e semimanufaturados (24,8%, em razão de celulose, ferro fundido bruto e ferro spiegel, açúcar de cana em bruto, ouro em formas semimanufaturadas, semimanufaturados de ferro/aço).

Nas importações, houve retração de 5,7%, sobre igual período comparativo (média da quarta semana, US$ 611,8 milhões sobre média até a terceira semana, US$ 648,6 milhões), explicada, principalmente, pela diminuição nos gastos com combustíveis e lubrificantes, químicos orgânicos e inorgânicos, equipamentos eletroeletrônicos, plásticos e obras, cobre e suas obras, aeronaves e peças.

Mês

Nas exportações, comparadas as médias até a quarta semana de fevereiro de 2019 (US$ 861,5 milhões) com a de fevereiro do ano passado (US$ 967,2 milhões), houve queda de 10,9%, em razão da diminuição nas vendas de produtos manufaturados (-22,9%, por conta de plataforma para extração de petróleo, automóveis de passageiros, tratores, veículos de carga, açúcar refinado) e semimanufaturados (-14,2%, por conta de açúcar de cana em bruto, óleo de soja em bruto, celulose, produtos semimanufaturados de ferro/aço, ferro-ligas). Por outro lado, aumentaram as vendas de produtos básicos (9,4%, por conta, principalmente, de soja em grão, milho em grão, minério de ferro, algodão em bruto, café cru em grão. Em relação a janeiro de 2019, houve crescimento de 2%, em virtude dos aumentos nas vendas de produtos básicos (9,8%) e manufaturados (1,6%). Por outro lado, reduziram as vendas de produtos semimanufaturados (-19%).

Nas importações, a média diária até a quarta semana de fevereiro de 2019, de US$ 637,1 milhões, ficou 20,4% abaixo da média de fevereiro/2018 (US$ 800,6 milhões). Nesse comparativo, caíram os gastos, principalmente, com combustíveis e lubrificantes (-26,1%), equipamentos elétricos e eletrônicos (-13,2%), veículos automóveis e partes (-19,3%), equipamentos mecânicos (-8,7%), químicos orgânicos e inorgânicos (-7,7%). Ante janeiro/2019, houve queda de 14,5%, pelas diminuições em aeronaves e peças (-44,8%), equipamentos elétricos e eletrônicos (-11,5%), combustíveis e lubrificantes (-9,8%), químicos orgânicos e inorgânicos (-8,2%), plásticos e obras (-4,7%).

Fonte: Ministério da Economia

Programa Abrava Exporta
HVAC-R Brasil

Av. Rio Branco, 1492
CEP: 01206-001 | São Paulo − SP
Tel: 55 11 3361.7266 R. 120
Todos os direitos reservados®
www.abravaexporta.com.br

ContatoYoutubeContato